SOLARIS

4.600,00

4 (80.33%) 122 votes
Waw, waw, waw. This amplifier impressed me in all possible ways. Sure you might not love the way it looks but that’s personal. The Audiovalve Solaris doesn’t come cheap but in return you get a reference headphone amp, with a large number of in -and outputs that can handle low impedance, high impedance and even electrostat headphones all in one. If that’s not enough for you then there’s also the perfect build quality, the integrated phono module and the fact that you can use it as a speaker amp.

The Audiovalve Solaris is a prefect TOTL do-it-all amplifier, and yes, I love it.

Features & Full Specs can be found on the last page

4.5 (90%) 20 votes

Description

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

4 (80.33%) 122 votes

https://www.audiovalve.info/to/images/solarisweb_3.jpg

 

Warranty and tube Note
:
On each board is the model name of the product and the name of the tubes is set. So if you are not sure which tube you need, please look at the circuit board and watch what is written there (PCL805 or ECL85 (6F5P)
In mid-2015 has been changed from PCL805 on ECL85 that affects the models RKV all, Luminare and Solaris


The warranty is void if the top glass of the amplifier is taken within the warranty period. Also void the warranty, if other than that we offer tubes are used for the so-called “tube rolling”. To buy new tubes, please contact your dealer, he has recommended tubes on stock. Incidentally Tube Rolling is simply stupid in the models RKV, Luminare and Solaris. You can convince yourself by knocking on the tubes, they will not hear any knocking sounds in the headphones.

we use a 2 channel RF remote control for the volume up and down function

Technical explanations that show why this concept provides such good results

   The lower picture shows the the hum and noise that the amplifier produces nothing produces the amplifier, it is absolute quiet. (screen: 2mV/div.)               


The picture below shows the rectangle in OTL mode at 10kHz simply impeccable. The pixels are from memoryscope


The picture below shows you the max. Output voltage before soft clipping in OTL mode at 220 Ohm load per channel at 50 Vrms are on each channel 11.3 watts

     


The picture below shows you the max. rms output voltage before soft clipping in STAX mode.


Following some graphics for technically interested people …

The switch to the use of OPA 134 clearly shows the added value of the signal quality

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Specs

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
4 (80.33%) 122 votes

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Awards

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
4 (80.33%) 122 votes
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Hifi magazines

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
4 (80.33%) 122 votes


Audio Valve Solaris DAC

 

GnVTDdd-rHpITRqN_snwONbqTgHN_Sa4yN6Txcs0Ui_RyO6FjDuhe04oIfl6n4jPm5iJAlJwfc_zc7JvNUFxosjKYE7ReJRT6wLG_ty4Rq0S2ylDjjnf_Ya7MRQBJNBoMO67pqS7zSC07_0qFQ

 

Wow, Steampunk!
That was my first thought as I unboxed the beautiful yet Industrial Audio Valve Solaris Headphone Amp/DAC. If you like your Audio equipment to be bland and understated, look elsewhere. This is big, funky, beautifully built, black metal, glass and chrome. An Audio Harley Davidson. If ever a piece of kit was oddly named, this was it.
It’s actually a fully featured Integrated Amp, 12w per channel, with 5 unbalanced and 2 balanced inputs, balanced pre-outs, 4 headphone outputs and a single USB input. Due to the complexity of my speakers, I’m only using the pre-outs and USB features for the main body of the review. The pre -outs are feeding my Audiomanufacture 4 channel DSP power amp.

I approached this review with a degree of scepticism. I’ve been seduced by valves before, their lush siren like mids with shimmering tops, but eventually return to the sturm und drang of Solid State.
I’m a drummer and a bass player, so the rhythm section and how the system keeps this tight and coherent is paramount to me.

After tracking down and installing the drivers, I let the Amp warm up for a couple of hours before starting any listening. Last month I spent 3 days at High End Munich, and was disappointed by the choice of music of many of the manufacturers, playing it safe with female vocals, at one point it was like an Eva Cassidy fest…..it sounded good but doesn’t challenge the system.
I started with the built in USB DAC with more challenging female vocals, early Joni Mitchell whose high register could break a glass and Aimee Mann, who with an inferior system can sound like she’s got the worst head cold ever. And then a firm favourite, “Inconsolable” off the Jonatha Brooke and The Story “Plumb”, where it can all fall apart when the piano and big kick drum come together in the final minutes.

ZP1124nTzEdZtdZ38DR6_d6quZmOoeCaN-9bb9F6Rf9td1-VCkwD6fPqgF6PTvlg8Wr1MpYlIHaCAPavrOJSRmBvupzvPC8lC1KuxCrftS-KgY3X5Q08r_cj-BO79KbCtL6U0JPQGOrAsxQI5g

I’m pleased to say it was a thumbs up, vocals were lively but not strident, huge, lush but not with overblown mids, with deep tuneful bass. As a drummer, tight and dynamic snares and sizzling cymbals are something I always demand from my system. So 2 choices seemed appropriate, “Trampoline” off the Joe Henry disc of the same name and the title track off the Ben Harper “Fight for your Mind”. The latter having not only drums with real snap but tight, punchy bass and sleigh bells….bring it on 🙂

Another win, it had almost all the snap of my solid state but without any doubt better mids.
I decided to finish off the digital test with a bit of speaker blowing Rock, the fab four, no….not The Beatles, Jimmy , Robert, John-Paul and Bonzo, the mighty Zepp.

I have a High Res 24/96 version of one of their greatest albums, 1975’s “Physical Graffiti” . Warming up with “Kashmir” Bonzo’s almost metronomic drumming unpinning what is actually a North African chord progression, the guitar and strings all well separated but gelling , with Percy giving it his trademark Yeas and Woos, quite a journey.
And to finish, may I recommend one of their under-rated but brilliant tracks, ” In my time of Dying”. It opens with Jimmy’s shimmering but edgy almost threatening slide guitar and then we are joined by Robert, quite subtle but with detail and nuance.  It builds into speaker shredding crescendos, the slide cuts through like a chain saw, Robert howling like a Banshee, Bonzo is attempting to turn his Ludwigs into firewood and as always JPJ keeps it all together with fleet fingered nimble but tight and punchy bass.
This track has been the nemesis of many a system……but it rocked and never lost its grip and timing.
Mightily impressed for valves……
On to Vinyl, my OL TT/Arm , Shelter M/C and Perreaux phono stage  linked via balanced cables into the Solaris. This can be a bit lean but not a bit of it here. The pre wrung out detail on LPs I’d not heard in 30 years.  The debut LP from Joan Armatrading , suddenly Kenny Jones’s drums had a new dynamic and cymbal and snare drums, deep in the mix, would magically appear.

I must have got through 20 or 30 well-loved LPs and was bowled over by the new level of detail I was hearing. I’m close to thinking that the Solaris pre works better with my vinyl rig than my current solid state pre and that’s quite a statement.

There is one criticism, and it’s not audio based really…..the remote is truly awful. It’s basically a clicker you get with electric garage doors, button A for down, button B for up. It’s clunky, noisy and the steps are too big. I’m amazed that a company who spends so much time and effort on aesthetics would supply, possibly as an afterthought , such an awful remote.

28qjbxHDshodmFjyIMg1qQZs9efIuFcptIoIwtas3Q0t0k4DVSk3LvrW-xTjY8GjzYXTFTXrcC0144cxXvRndwqA5FAfgIURnk3huGzBRM9M216P7I4X7LD3acsdabO4-qoOVGugXnEsP92qeA

I’ve been living with the Solaris for a week or so now and I am loving its detail, soundstage,  and just sheer musicality. You start off listening to the HiFi but very quickly get drawn in and are soon just loving the music. This is an excellent and very well featured amplifier. It sounds and looks marvellous.
I’m extremely impressed by this valve amplifier and if Elite Audio were to ask me to try a standalone pre, I’d be very very happy !


Audiovalve Solaris – Um dos melhores amplificadores de auscultadores do mundo.

Graças à Audiovalve, temos um amplificador que permite amplificar qualquer auscultador, STAX inclusivé. O Audiovalve Solaris permite ligar 2 auscultadores via jack 6mm, 1 via 4 pin balanceado e 1 STAX. Permite ainda ligar um par de colunas e fornecer até 12W por canal, graças a 4 válvulas 6GV18 por canal. O Solaris permite ainda usar os auscultadores em modo baixa impedancia (menos de 100ohm),  alta impedancia em modo OTL (Output Transformer Less) que, como o nome indica não utiliza transformadores à saída, e ainda o modo STAX com bias a 580VDC. O amplificador tem 5 entradas RCA line-level, 1 entrada Phono MM e 2 entradas XLR.

O Solaris permite assim amplificar auscultadores com impedancias de 3ohm até 145 000ohm (!), tornando-se assim não só uma referencia em termos de qualidade de reprodução como também de versatilidade e, neste caso, na ferramenta perfeita para comparar diferentes auscultadores.

Trata-se de uma construção dual mono com transpormadores Pikatron para os andares de saída e um toroidal para alimentação da etapa de pré amplificação. A Audiovalve, pelo Sr Helmut Becker, alega que o Solaris é linear do 15Hz até aos 100 000Hz! O bias das válvulas é ajustado de forma completamente automática.

 

Esta será das reviews mas difíceis de escrever até hoje. Quem já teve a oportunidade de testar auscultadores high-end poderá constatar que não existem auscultadores perfeitos. Quando oiço sistemas hi-fi com colunas, em geral, considero que o equilibrio tonal está quase sempre satisfatório ou muito bom e interessam-me avaliar características que considero mais difíceis ou que mais frequentemente falham: transparencia, dinamica, sensação 3D, precisão temporal, ritmo e impacto. Nos auscultadores acabo por avaliar muitas vezes “à moda antiga”: graves, médios e agudos. É muito frequente observar auscultadores com desiquilíbrios tonais pronunciados, mesmo em faixas de preços que não deixavam adivinhar tal defeito.

Os tres auscultadores em análise utilizam metodos de transdução muito diferentes. Os Focal Elear são auscultadores eletrodinamicos: utilizam um altifalante com movimento pistonico, semelhante a uma coluna de som monovia. Os Audeze LCD-3 são auscultadores planar magnéticos: filas de magnetos criam um campo magnético que faz vibrar uma fina membrana de mylar. Os STAX SR-007MK2 são eletroestáticos, utilizando a eletricidade estática criada numa rede metálica para excitar um fino diafragma. Poderão examinar melhor as diferenças visitando estes sites: 1, 2 e 3.

Os Focal Elear são substancialmente mais baratos (PVP: 990€) do que os Audeze LCD-3 (PVP: 2259€) e do que os STAX SR-007 MK2 (PVP: 2600€) mas foram incluídos neste comparativo por achar que são bons representantes da vanguarda dos auscultadores eletrodinamicos e a um preço acessível. Em vez de caracterizar cada auscultador talvez seja mais fácil descrever como tocam diferentes músicas.

Stevie Ray Vaughan – Tin Pan Alley (Album: Couldn’t Stan the Weather)

Esta é uma faixa muito completa, com um grave profundo, agudos impactantes (com o puxar da corda violentamente) e nota artística elevada. Com os Stax SR-007, o Stevie toca magistralmente. Quase que o sentimos a respirar, a música parece até parar em pequenos momentos. O palco sonoro forma-se em torno da cabeça, como se fosse uma núvem, em vez de vir apenas dos auscultadores. O grave do baixo é muito musical e apesar de ter uma extensão limitada, é rico e não é monotónico.

Com os Audeze LCD-3, temos imediatamente um incremento grande na extensão do grave. Temos também mais impacto nas cordas. Em comparação com os STAX, o palco está mais confinado aos auscultadores e temos um som mais “preso”. O detalhe e a rapidez são formidáveis embora não exatamente ao nível dos STAX. É fácil caracterizar os Audeze como mais dinamicos do que os STAX mas eu tenho algumas dúvidas. Se fizermos uma analogia com a imagem, a dinamica seria análoga ao contraste e o impacto análogo ao brilho/luz. Se tivermos mais luz na imagem não temos necessáriamente mais contraste. Os STAX parecem ter mais silencio, mas não têm tanto impacto. Ambos auscultadores permitem ouvir a níveis de SPL absurdos tal o nível baixo de distorção.

Os Focal Elear são por comparação mais limitados na largura de banda. A extensão no grave fica perto dos Audeze, e superior aos STAX, mas abaixo de ambos em extenção de frequencias altas. O som não é tão harmonioso e tem tendencia a endurecer a volumes mais altos.

 

Dee Dee Bridgewater – Slow Boat to China (Album: Live at Yoshi’s)

Esta faixa não é particularmente musical para mim mas graças à dinamica avassaladora permite testar várias características de auscultadores (e colunas).
Aqui a diferença de impacto entre os Stax e os restantes é bem notória. Sendo os Stax bastante limitados nesse aspeto (mas ajudam bastante a ouvir a faixa pois a pandeireta a bater nos ouvidos não é especialmente agradável). Com os Audeze em especial, a pandeireta parece estar a bater dentro dos ouvidos de forma assustadora, especialmente considerando que podemos aumentar o volume sem sentir o endurecimento (mas podemos ficar surdos).

 

Leonard Cohen – Famous Blue Raincoat (Album: The Essential)

Nesta faixa os STAX SR-007 sobressaem relativamente aos restantes. A sua capacidade de transmitir a melancolia do Leonard, a separação dos instrumentos e vozes é incrível. A certo ponto, quando entra o coro, temos a sensação que temos de facto uma senhora a sussurar em cada ouvido. Tanto com os Focal como com os Audeze, a apresentação é mais densa e mais localizada, fazendo perder um pouco a magia que se ouve com os STAX.

 

 

Arctic Monkeys – Are You Mine (Album:  AM)

Com hard rock / heavy metal, penso que será muito subjetivo. A mim agradou-me a forma como os STAX permitem separar o melhor possível a “confusão” da massa sonora e permitir uma audição vibrante e musical, sem causar cansaço. Quem preferir uma experiencia mais impactante irá preferir os Audeze ou os Focal.

 

 

 

Liam Payne – Strip That Down

Esta faixa tem um grave profundo, que precisa de um subwoofer num sistema com colunas, para se conhecer verdadeiramente. Os Audeze aqui são os grandes vencedores e os STAX incapazes de “chegar lá abaixo”, ficando os Focal mais perto dos Audeze do que dos STAX.

Na verdade, o verdadeiro vencedor da extensão do grave nesta música foram os Meze 99 Classics que, por apenas 309€, podem muito bem ser a opção ideal para quem ouve mais este tipo de música.

 

Conclusões

STAX SR-007MK2

Os SR-007MK2 são muito leves e extremamente confortáveis. São diferentes de tudo o que já experimentei. A experencia de ouvir música com eles é muitas vezes caracterizada de éterea (em reviews profissionais e de utilizadores). Tenho de concordar. A sua construção leve e “solta” combina bem com a sua apresentação sónica e por vezes faz-nos esquecer que estamos a ouvir música com auscultadores. A música ‘aparece’ de uma esfera imaginária à volta da cabeça. São extremamente rápidos, permitindo ouvir detalhes que nunca tínhamos ouvido e especialmente o silencio entre notas. Dão um insight formidável às capacidades artísticas e interpretativas dos músicos. Tonalmente são extremamente equilibrados dos 60-80Hz para cima (estimativa!), sendo mais limitados do que a maioria dos auscultadores na extensão do grave. São auscultadores que permitem ouvir horas a fio pois apresentam baixíssima distorção e não parecem cansar minimamente.

Audeze LCD-3

Os Audeze são bem mais pesados do que a maioria dos auscultadores que já testei. A sua colocação na cabeça sente-se. Se se tornam desconfortáveis ao fim de algum tempo é algo que ainda falta testar. No entanto, as suas almofadas de pele assentam muito bem à volta da orelha e oferecem conforto e ‘aconchego’. Não tendo a ‘magia’ dos eletroestáticos, conseguem ser auscultadores mais perfeitos. Têm uma largura de banda enorme, com um grave bem profundo e agudos bem altos. Tonalmente diria que têm um pouco de ênfase na gama média-baixa tornando os um pouco mais ‘escuros’. O som é por isso detalhado e rápido como poucos auscultadores dinamicos conseguem fazer (nenhum que eu tenha experimentado) mas impactante, encorpado e com um registo de frequencias baixas ao nível dos melhores. Se os STAX apresentam um som etéreo, os Audeze apresentam um som bem mais denso.

Focal Elear

Até aqui talvez tenham ficado com uma sensação negativa em relação aos Focal Elear. Comparando com os STAX e Audeze eles ficam abaixo em todos os parametros que possamos analisar. Felizmente ficam também abaixo, e muito, no preço. Por 990€ (PVP) são auscultadores ainda no domínio do ‘acessível’. Para além disso, com um impedancia de 80ohm não exigem tanto do amplificador como os Audeze (110ohm) e muito menos do que os STAX, que precisam de amplificadores dedicados. Estão entre os melhores auscultadores dinamicos que já ouvi. A sua construção é formidável e assentam na cabeça de forma anatomicamente perfeita. Não oferecem a sensação solta dos STAX (há quem goste e quem não goste), e assentam de forma mais aconchegada. São por isso muito confortáveis. Tonalmente são muito equilibrados embora mais limitados nos extremos, do que os Audeze. Não são auscultadores para bass heads e a sua resposta em frequencias altas também não é tão extensa como os eletroestáticos ou planar magnéticos mas no geral, e especialmente para o preço, são muito muito bons e difíceis de criticar. Que sequer possam ser comparados com os Audeze e STAX já é muito indicativo.

Quais escolher?

Dos quatro auscultadores aqui referidos (incluindo os Meze), se fosse obrigado a escolher apenas um, escolheria os Audeze LCD-2. Se pudesse ter dois possivelmente optaria pelos STAX para audições focadas mas teria (e tenho) uns Meze 99 Classics para ter junto do PC com um Audioquest Dragonfly para uma utilização descontraída como ver videos Youtube, música pop, gaming, etc. Se tivesse um orçamento mais limitado escolheria os Focal Elear.

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
4 (80.33%) 122 votes

user manual

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

2 reviews for SOLARIS

  1. admin

    Weiter möchte ich mich nochmals für Ihre prompte Abwicklung meiner Bestellung bedanken.
    Alles hat zu meiner Zufriedenheit geklappt, und ich freue mich auf weitere Kontakte !
    Das Gerät sieht nicht nur toll aus, sondern tönt auch herrlich….“Freude herrscht“ !
    Die Bedienung ist selbsterklärend und gut gelöst, und der erste klangliche Eindruck ist hervorragend.
    Wie ich Ihnen kurz erläuterte, betreibe ich die STAXE 009 – und gelegentlich den älteren 007 – , sowie einen älteren SONY MDR R-10, wie auch einen ETHER „O“ (offen) am SOLARIS.

    Grüezi Herr Becker, gerne dürfen Sie das veröffentlichen !
    Ich gratuliere Ihnen und Ihren Mitarbeitenden für ein gelungenes Gerät, auf das Sie Stolz sein dürfen !
    Ich wünsche Ihnen ein schönes Weekend…ich “muss” halt Musik hören…!!!
    Freundlicher Gruss, Urs M.

  2. admin

    Thanks Lieven for this great review.
    You confirmed what I already knew. I also use the Solaris for my Hifiman with a noir hybrid hpc headphonecable from Forza Audio and Siltech cables for connection. Together with the cd-player Lua Appassionato GS NOS I’ve super sound. The midrange and voices are not to beat and the tones are very very clear. For me this is one of the best equipment I’ve ever heard.

    Kind regards, Wim

Add a review

Your email address will not be published. Required fields are marked *



Exclusive products

Special category of products

Durch die weitere Nutzung der Seite stimmst du der Verwendung von Cookies zu. We use cookies to improve your experience using our website. Weitere Informationen

Die Cookie-Einstellungen auf dieser Website sind auf "Cookies zulassen" eingestellt, um das beste Surferlebnis zu ermöglichen. Wenn du diese Website ohne Änderung der Cookie-Einstellungen verwendest oder auf "Akzeptieren" klickst, erklärst du sich damit einverstanden.

Schließen